COMANDANTE DO ESQUADRÃO

Major Aviador
Paulo Roberto Martins Mendonça


COMPANHEIROS DA TURMA ÁGUIA

No momento em que vedes coroado de êxito o sonho há tanto acalentado, em que sois um misto de alegria e ansiedade, em que sois uma imensa vontade de realizar e produzir, em que tendes uma enorme esperança na carreira que abraçasses, eu vos digo: não permitais, jamais, que o espírito do bravo guerreiro, abrigado em vosso ser, vos abandone.

Conscientizai-vos de que estais preparados para servir em toda a plenitude de vossa capacidade. E deveis servir, conforme compromisso que assumisses perante a Bandeira do Brasil, cumprindo os deveres com a vossa Honra, com o vosso Deus, com a vossa Pátria, com a vossa Família e com a carreira que escolhesses.

Cumpre agora que vos aprimoreis permanentemente, que busqueis sempre ser o melhor entre os melhores.

Sonhai. Sonhai sempre. E acreditar em vossas potencialidades, pois vossos sonhos serão tão reais quanto fordes capazes de perseverar e trabalhar.

"Dentro de vós está a causa do que quer que aconteça em vossa vida".

O período acadêmico não significa mais do que uma pequena fração da vossa existência, mas os princípios que aqui foram despertados em vós devem, cada vez mais, ser lapidados e nortear a conduta futura.

"A fé que haverá de iluminar vossa trilha ou vossa jornada" está representada no Código de Honra, cuja estrutura é a base da Ética Militar. Lembrai que "homens sem um código de conduta ética são seres perdidos de uma geração sem futuro".

Recordai, para todo o sempre, que:
Coragem - é o estado de espírito que vos levará a enfrentar conscientemente o perigo, a despeito do temor que este vos inspire.
Lealdade - é fidelidade à Pátria; é a essência que sensibiliza, motiva e dignifica a vida militar; é apoio entusiástico às decisões e ordens, a despeito dos pontos de vista pessoais e dificuldades da missão.
Honra - é o sentimento de dignidade própria que vos levará a merecer a consideração geral, através de uma conduta digna inspiradora do respeito dos pares e da veneração dos comandados.
Dever - é a obrigação moral de cumprir vosso compromissos, seja para com a Profissão, seja para com o Serviço.
Pátria - o que melhor a define é o juramento que proferisses: "... defenderei, com o sacrifício da própria vida".

Aspirantes!
Há quatro anos aqui chegasses e entoasses, alto e sonoro, vosso grito de guerra.

"Caçadores. Avante!"

Levastes a todos os recantos vosso compromisso de "sair para lutar, fazendo de vossa vida o sonho de Voar! Lutar! Caçar! Vencer!"

Sonhastes! Lutastes! Vencestes! eu vos afirmo orgulhosa e respeitosamente.

Por onde passasses, deixasses a vossa marca. Fostes exemplo de união, companheirismo, vibração e glórias. Entendestes agora o "PORQUÊ" da continuada exigência sobre vossos desempenhos.

Rezo a Deus para que nunca soprem os ventos da batalha, mas se for necessário tenho certeza de que "A Espada Alada a guerra vai ganhar, pois além do Armamento o inimigo vai buscar".

Lá estarão os "Guerreiros 84", cujo lema é "conquistar".

Sede felizes e que Deus vos acompanhe.



OFICIAIS DO 4º ESQUADRÃO

Chegamos aqui em 1984, todos com cautela e um pouco de medo, mas com muita esperança. Seriam quatro difíceis e longos anos, porém com determinação, luta e força de vontade tínhamos a certeza de que venceríamos ...

O mais difícil foi o início. Sorte nossa, pois encontramos excelentes líderes e grandes oficiais que nos ensinaram praticamente tudo. Dentre esses, destacamos os que diretamente faziam parte do comando do então primeiro esquadrão: o Cap Pinto Machado, com suas aulas de doutrina, o Ten Augusto e a sua constante preocupação com a formatura do Espadim, e o Ten Lima Passos, sempre disposto a fazer uma brincadeira. Foram os principais responsáveis pela nossa formação básica.

No segundo e terceiro anos, a equipe foi substituída: vieram os capitães Frison e Stanzel e o Ten Lobato. Eram idéias próprias, porém a nossa linha de conduta não mudou muito.

Para o último ano, o decisivo para nós, chegaram o Cap Ríbamar e o Ten Crepaldi, e voltou ao nosso convívio o Cap Augusto. A essa altura, a personalidade da Turma já estava praticamente definida, porém foram esses oficiais que nos forneceram os últimos ensinamentos no que diz respeito à doutrina militar e, principalmente, ao profissionalismo.

 

Cap Av Paulo AUGUSTO Mendes Passos
Adjunto


Cap Inf José de RIBAMAR Pereira
Instrutor Militar


Ten Av José Augusto CREPALDI Affonso
Instrutor Militar



|

Turma Águia | Esquadrilha | Senta a Pua | www.davi.ws | ITA 96
Última atualização: novembro de 2008

Atenção: este site não guarda vínculo oficial com a FAB
Para informações, visite www.fab.mil.br